quarta-feira, 4 de novembro de 2015

Formação: 3º Encontro

Casa Comum, dom do Pai

(Colônia de Férias- 2016)

Com o amigo Semeador...
Comentário- Amigos animadores! Nesse momento de oração, peçamos as luzes do céu, afim de que nos oriente para bem celebrarmos essa colônia de férias. Sabendo desde já que somos apenas instrumentos nas mãos de Deus, para levar a todos a alegria do evangelho.
(Sugerimos que  esse momento oracional seja feito em lugar aberto, enfatizando as obras do criador. Se possível, dispor ao centro sob um tecido, uma bíblia, imagem de Cristo ou cruz )
Em nome do Pai...

Canto... A ti meu Deus- Pe. Zezinho
A ti meu Deus
Elevo meu coração
Elevo as minhas mãos
Meu olhar, minha voz
A ti meu Deus eu quero oferecer
Meus passos e meu viver
Meus caminhos, meu sofrer

A tua ternura Senhor vem me abraçar
E a tua bondade infinita me perdoar
Vou ser o teu seguidor e te dar o meu coração
Eu quero sentir o calor de tuas mãos(x2)

A ti meu Deus
Que és bom e que tens amor
Ao pobre, ao sofredor
Vos servir, esperar
Em ti Senhor
Humildes se alegrarão
Cantando a nossa canção
De esperança e de paz
Leitura Bíblica- Rm 12. 9-12
Para refletir e debater...
(Falar em forma de prece...)
Qual são as nossas expectativas para essa colônia de férias?
Quais são as dificuldades que precisamos superar?
Quais os dons que precisamos pedir ao Deus da vida, para que o nosso amor seja sincero?
Pai nosso\Ave Maria
Oração
Senhor nosso Deus, fazei que a nossa alegria consista em vos servir de todo o coração, pois só teremos felicidade completa, servindo a vós, o criador de todas as coisas. Por nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, na unidade do Espírito Santo. AMÉM.
Regando a Semente...
Trecho da Carta de Roma de São João Bosco
“...Sabeis o que deseja de vós este pobre velho, que gastou toda a vida por seus caros jovens? Nada mais do que, feitas as devidas proporções, retornem os dias felizes do Oratório primitivo. Os dias do afeto e da confiança cristã entre jovens e superiores; os dias do espírito de condescendência e tolerância por amor de Jesus Cristo de uns para com outros; os dias dos corações abertos com toda a simplicidade e candura; os dias da caridade e da verdadeira alegria para todos. Tenho necessidade de que me consoleis, dando-me a esperança e a promessa de que fareis tudo o que desejo para o bem de vossas almas. Não conheceis suficientemente que felicidade é a vossa de haverdes sido recebidos no Oratório. Diante de Deus declaro: Basta que um jovem entre numa casa salesiana, para que a Virgem SS. o tome imediatamente debaixo de sua especial proteção, Ponhamo-nos, pois, todos de acordo. A caridade dos que mandam, a caridade dos que devem obedecer faça reinar entre nós o espírito de S. Francisco de Sales. Ó meus caros filhinhos, aproxima-se o tempo em que me deverei separar de vós e partir para a minha eternidade. (Nota do secretário: Neste ponto Dom Bosco suspendeu o ditado; os olhos se lhe encheram de lágrimas, não por desgosto, mas por inefável ternura que ressumava de seu olhar e do tom de sua voz; depois de alguns instantes continuou). Desejo, portanto, deixar-vos a todos, padres, clérigos, jovens caríssimos, no caminho do Senhor, em que Ele próprio vos deseja”. São João Bosco
Cuidando do Broto...

Como Ter Sua Colônia De Férias


Uma Colônia de Férias pode ser classificada em diversas categorias, tais como:
1) Quanto aos objetivos: ambiental, cultural, desportiva, recreativa, religiosa e socializante;
2) Quanto ao sexo: masculinas, femininas ou mistas;
3) Quanto aos clientes: grupos abertos ou fechados (esses são para aqueles que tenham diversos pontos em comum, por exemplo, obesos, religiosos, alunos de um mesmo colégio);
4) Quanto à administração: se é do próprio empreendedor ou se é terceirizado;
5) Quanto ao lugar onde funcionará: nas cidades, na praia, na montanha;
6) Quanto à duração: se a colônia de férias ocorrerá em pouco, médio ou longo prazo;
7) Quanto ao período: internamento, semi-internamento, meio-período;
8) Quanto ao tamanho, que vai depender da quantidade de participantes: pequeno, médio e grande.

 

1.    Destinatários da Colônia De Férias

Os destinatários de uma colônia de férias são basicamente as crianças e adolescentes das famílias das nossas obras. As escolas, associações e clubes são os grandes intermediários, sendo considerados também como uma clientela, já que possuem crianças. É importante conhecer profundamente todas as características de nossos destinatários , como hábitos, onde moram, o que consomem e muitos detalhes importantes a fim de que a organização  tenha a direção certa.

2.    Local Da Colônia De Férias

Antes de escolher o local de instalação de sua colônia de férias a equipe que organiza o já deve ter claramente definido o público alvo (classe econômica, faixas etárias, sexo) e as atividades a serem desenvolvidas (educativas, recreativas, desportiva). De qualquer forma, seja proprietário ou não, o lugar onde a colônia de férias será realizada deve ser grande, amplo, com espaço verde, com tamanho suficiente para as crianças se divertirem bastante.

3.    Divulgação

A publicidade mais simples é a que faz mais sucesso nesse tipo de atividade porque ele reside exatamente em comunicar-se com o púbico-alvo que se tem contato diariamente, que são os pais das crianças nas escolas,  os colégios, nas paróquias, etc.
A algum material impresso para que seja levado aos pais por meio dos professores.
Montar um site para que os responsáveis saibam tudo com muitos detalhes deve ser feito, se esses são usuários da internet.

4.    Coordenação e animadores

Para um melhor funcionamento da Colônia de Férias é bom definir uma equipe de coordenação e animação. A coordenação da Colônia de Férias deve se preocupar com a formação dos Monitores, organizando os encontros de formação e preparação da Colônia de Férias propostos no subsídio.

5.    Custos


A equipe organizadora planejar os gastos que serão necessários para realziação da Colônia de Férias, bem como as possíveis fontes de renda para a mesma. Seguem algumas dicas para manter os custos controlados: • Comprar pelo menor preço; • Evitar gastos e despesas desnecessárias;• Manter equipe de pessoal enxuta.
Para refletir e debater
Diante dos trechos apresentados, qual deve ser a nossa preocupação nessa colônia de férias? ( momento de partilha)
Nesse momento, poderão os animadores fazer as eventuais divisões de tarefas.
Cultivando a vida...
Sugestões...
Cenário
A medida que cada tema for desenvolvido, um elemento seja confeccionado com a participação de todos os participantes  e tome parte no cenário geral. Ex: Começar com um cenário em branco, e a medida dos dias os participantes trazem elementos e vão colorindo o sol, a lua...etc.
Momentos Oracionais
Por em evidência a palavra de Deus e outros simbolos, fazer uma entrada com danças, com fitas coloridas...etc.
Jogos
Separar o material com antecedência, e pensar em atividades que envolvam os diversos participantes da colônia de férias a partir da realidade de cada lugar.  Assim como dispor de uma pequena caixa de primeiros socorros  caso haja acidentes e arranhões.
Atividades Complementares
Tendo em vista que a colônia de férias abordará a ecologia (casa comum), pode haver passeios para parques, exposições, ambientes naturais, zoológicos, assim como envolver outras forças e organizações que possam contribuir, palestrar... etc.
No fim, como ato concreto da colônia de férias, podem ser plantadas mudas de árvores ou plantas, em local previamente determinado.
Assistência Presença
De uma visão bastante salesiana, é interessante que TODOS os animadores (até mesmo aqueles que se responsabilizam por preparar os lanches e organização em geral) se façam presentes não só nos momentos de bom dia\boa tarde, mas sejam presença alegre também nos pátios. E se possível, também tomem parte nas brincadeiras.

Fontes
http://arquidiocesedebrasilia.org.br/ba/920258_xxxiii_dom_do_tempo_comum.pdf

Ferreira.Antônio da Silva. Acima e além: os sonhos de Dom Bosco. São Paulo: Salesiana, 2010.

Nenhum comentário:

Postar um comentário